terça-feira, 26 de julho de 2011

PROJETO ACORDA CORDEL

DEZ ANOS DE ATIVIDADES

Cartaz promocional da primeira edição


ACORDA CORDEL NA SALA DE AULA

Cresce cada vez mais o interesse de estudantes e educadores de todo o Brasil, em especial das escolas públicas da Região Nordeste, pela Literatura de Cordel. Esse poderoso veículo de comunicação de massas, que já foi oportunamente batizado de “professor folheto”, tem sido responsável, durante muitos anos, pela alfabetização de milhares de nordestinos, constituindo, em muitos casos, o único tipo de leitura que tinham acesso as populações rurais na primeira metade do século XX. Já existem até livros sobre o assunto, falando da contribuição da Literatura de Cordel para alfabetização e das muitas maneiras como o folheto pode ser utilizado na sala de aula como ferramenta paradidática. É o caso específico do livro Cordel na sala de aula, de Hélder Pinheiro e Ana Cristina Marinho Lúcio, da série Leitura & Ensino (Livraria Duas Cidades, São Paulo, 2001). Os autores, que também são pedagogos, ressaltam: “Quando levamos os folhetos para a sala de aula, lemos e conversamos sobre as narrativas e a literatura de cordel em geral; nos dias seguintes muitos alunos nos trazem folhetos para mostrar, contam histórias de cantadores, de emboladores, enfim, falam de sua experiência com a literatura popular. Esse clima de receptividade no espaço escolar necessita ser melhor trabalhado...”

O escritor cearense Gustavo Barroso, em sua obra Ao som da viola (1929) assinala que “o ensino das crianças na Grécia antiga começava pela poesia, por ser o meio mais fácil de guardar de memória, nessa época em que o livro era raro (...). Assim pôde o povo grego conservar, carinhosamente, de cor os admiráveis cantos de seus rapsodos.”

A poesia popular nordestina, que ainda sobrevive nos dias de hoje, é herdeira direta da tradição grega, eivada de influências dos trovadores medievais da Península Ibérica. Essa poesia, antes difundida pela tradição oral, passou a ser publicada sistematicamente a partir da última década do século XIX, pelo poeta paraibano Leandro Gomes de Barros.

Conhecedor da enorme contribuição do cordel para alfabetização do povo nordestino ao longo de mais de um século, o poeta Arievaldo Viana criou o Projeto Acorda Cordel na Sala de Aula, que visa a utilização de folhetos e romances como ferramenta paradidática no aprendizado, sobretudo na alfabetização de crianças, jovens e adultos. A Literatura de Cordel é a mais legítima manifestação cultural do povo nordestino.

O Projeto Acorda Cordel já foi testado com sucesso pela Secretaria de Educação do município de Canindé, na época em que a mesma era dirigida pelo educador Celso Crisóstomo (atualmente vereador naquele município pelo Partido dos Trabalhadores). O Projeto foi lançado a nível nacional em Brasília, em dezembro de 2002, em evento promovido pela Comissão de Educação da Câmara Federal, através de iniciativa da deputada federal Ester Grossi (PT-RS). Na oportunidade, uma caixa contendo doze folhetos foi lançada para um público de mais de três mil pessoas. Folhetos como A GRAMÁTICA EM CORDEL, de Zé Maria de Fortaleza, empolgaram artistas como o cartunista Ziraldo (criador do Menino Maluquinho), o cineasta Nélson Pereira dos Santos e a atriz Lucélia Santos.

Posteriormente, o projeto foi apresentado nas cidades de Palmas-TO, Mossoró-RN, Campina Grande-PB, Uberlândia-MG, Brasília-DF, Rio de Janeiro-RJ, Salvador-BA, Recife-PE, São Luís-MA, além de diversos municípios do interior do Ceará, tendo grande repercussão entre os estudantes e professores das escolas públicas.

Nossa proposta é fomentar esse importante segmento de nossa cultura popular em todo o país, sobretudo na Região Nordeste, a partir da reedição de 12 folhetos de novos autores ou clássicos pertencentes ao acervo da ABC – Academia Brasileira de Cordel e Cantoria -, cuidadosamente selecionados para este fim.


CD do projeto conta com a participação especial de
Mestre Azulão, Geraldo Amancio, Zé Maria de Fortaleza,
Judivan Macedo, Gonzaguinha da Viola e Hidelbrando do Acordeón.


LIVRO "ACORDA CORDEL NA SALA DE AULA", Formato 21x29cm, 144 páginas + Caixa com 12 folhetos de CORDEL + CD com 10 faixas (cordéis e canções).

Preço do KIT COMPLETO = R$ 60,00 + despesas postais



Um comentário:

  1. Quero muito adquirir o kit!
    daxon_pa@hotmail.com

    ResponderExcluir