segunda-feira, 28 de novembro de 2011

AVE-MARIA DA ELEIÇÃO

Ave Maria da eleição
Leandro Gomes de Barros
Recife, 1907

Fonte: http://docvirt.com/docreader.net/docreader.aspx?bib=\\Acervo01\drive_q\Trbs\RuiCordel\Cordel.DocPro&pasta=&pesq=LC6046
Acervo de cordel da Fundação Casa de Rui Barbosa


No dia da eleição
O povo todo corria
Gritava a oposição
Ave Maria

Via-se grupos de gente
Vendendo voto nas praças
E a arma dos governos
Cheia de Graça

Uns e outros perguntavam
- O Sr. vota conosco?
Um chaleira respondia
Este Senhor é convosco.

Eu avistei duas panelas
Com miúdo de dez bois
Cumprimentei-a dizendo
Bendita sois.

Os eleitores com medo
Das espadas dos alferes
Chegavam a se esconderem
Entre as mulheres.

Os candidatos chegavam
Com seu ameaço bruto
Pois um voto para eles
É bendito fruto.

O mesário do governo
Pegava a urna contente
E dizia me gloreio
Do teu ventre.

A oposição gritava
De nós não ganha ninguém
Respondia os do governo
Amém.

Fonte: www.folhetodecordel.com.br

Um comentário:

  1. Muito interessante o poder de síntese do autor! Numa pequena Ave-Maria todo o panorama das antigas eleições e seus votos de cabresto.

    ResponderExcluir