domingo, 2 de outubro de 2011

O DISCO DA SEMANA

Luiz Gonzaga – Chá cutuba


capafrente3

Sandoval, que chá é esse que tu bebe? Assim começa a música que dá nome a esse disco, um belo xote de autoria de Humberto Teixeira. Sempre ao ouvir essa música me lembro do Trio Araripe, que há tempos sempre a trazia em seus shows.


CANINDÉ DEVE UMA HOMENAGEM A GONZAGA


Outra música maravilhosa, da autoria de Julinho e Luiz Bandeira é "SÃO FRANCISCO DO CANINDÉ", a segunda homenagem que o Rei do Baião presta à famosa romaria cearense. A primeira, como todos já imaginam, é o clássico "Estrada de Canindé", que fez em parceria com Humberto Teixeira. Curiosamente, a cidade de Canindé nunca rendeu uma homenagem a Luiz Gonzaga. Não tem sequer um beco ou ponta de rua com o seu nome. E o pior é que pessoas insensatas e desinformadas enxergam na letra de "Estrada de Canindé" um verdadeiro insulto ao progresso da terrinha: "automóve lá nem se sabe se é home ou se é muié, quem é rico anda em burrico, quem é pobre anda a pé..."  Tremenda ingratidão, pois o velho Lua até frequentava e animava a tradicional Missa dos Vaqueiros.
Até o projeto feito pelo Governo do Estado para "melhorar" a vida dos romeiros que fazem o trajeto a pé leva o nome de "CAMINHOS DE ASSIS" (cidade da Itália), quando deveria se chamar, naturalmente, "Estrada de Canindé". Se há uma coisa com a qual eu não me conformo é burrice oficializada!

Outro destaque do disco é a faixa “Onde tu tá neném” de autoria de Luiz Bandeira. Esse certamente é um dos arrasta-pés mais bonitos que já ouvi, com uma marcação bem para trás é perfeito para se dançar. Essa música fez sucesso quando em 1996 foi regravada por Elba Ramalho no disco Leão do Norte.

Luiz Gonzaga – Chá cutuba
RCA – 1977

01. Chá cutuba (Humberto Teixeira)
02. Baião de dois (Humberto Teixeira – Luiz Gonzaga)
03. Onde tu tá nenem (Luiz Bandeira)
04. Jesus sertanejo (Janduhi Finizola)
05. A morte do meu avô (Nelson Valença)
06. Menestrel do sol (Humberto Teixeira)
07. Chapéu de couro e gratidão (Luiz Gonzaga e Aguinaldo Batista)
08. Forró fungado (Dominguinhos – Anastácia)
09. São Francisco do Canindé (Julinho – Luiz Bandeira)
10. Cabocleando (Eduardo Casado)
11. Não é só a Paraíba que tem Zé (Luiz Gonzaga)
12. Tambaú (Severino Araujo – Silvino Lopes)
13. Karolina com K (Luiz Gonzaga)

Para baixar esse disco, clique aqui.

Um comentário:

  1. Silvio Roberto Santos2 de outubro de 2011 08:17

    "Não precisa prometer
    Ele ajuda a quem tem fé
    Fazer bem é seu poder
    São Francisco em Canindé"

    Através do milagre da busca pela Rede Mundial, acabo de ouvir a voz épica de Gonagão entoando essa belíssima toada, que como quase todas suas músicas confere um caráter universal ao drama da seca no nordeste brasileiro, com o mesmo poder de fogo de um Graciliano Ramos ou de uma Rachel de Queiroz na Literatura. Sem dúvida alguma concordo com o autor do blog, que em boa hora, conhecedor e divulgador incomparável que é da cultura nordestina, mostra o quanto a autoridade pública deve adiantar o passo para pelo menos tentar coligir as citações em que Canindé aparece na música e literatura, trabalho em que, generosamente, procura mostrar os rumos, através de mais este exemplo.

    ResponderExcluir